Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Planejamento, Orçamento e Gestão

Prefeitura fará Biblioteca Digital em Bom Despacho

Com a Biblioteca Digital, leitores terão acesso a livros digitais, conforto, mais agilidade para  fazerem empréstimos

A Biblioteca Municipal é espaço de pesquisa e um dos primeiros contatos de crianças com os livros. Na foto, contação de histórias na Biblioteca Municipal.

A Prefeitura implantará em Bom Despacho o Projeto Biblioteca Digital para Todos. Isso significa mais tecnologia e conforto para os usuários da Biblioteca Municipal.

Com ele, os usuários terão um ambiente moderno com leitores de livros digitais (e‐readers), acervo de livros digitais, puffs, quadros, mesas.

Em 2017, a biblioteca emprestou mais de 12 mil livros e os usuários fizeram 4.862 pesquisas. Com o projeto, estima-se aumentar o número de empréstimos e pesquisas em 30% nos próximos 3 anos.

Essa é uma grande conquista para Bom Despacho – O projeto das Secretarias de Cultura e Planejamento concorreu com 86 propostas do país inteiro. Ele ficou em décimo segundo lugar entre os 19 projetos aprovados e serão investidos R$ 125 mil.

Prefeito assina contrato histórico para Bom Despacho

Da esquerda à direita: Wallace Campos (Inovação Tecnológica), Dagmar Caetano (Planejamento), Rogério Corgosinho (Planejamento), Daniela Rocha (Fazenda), Maria de Fátima Rodrigues (Planejamento), Prefeito Cabral, Rodrigo Gouvea (Caixa Econômica Federal), Cláudio Mendonça (Caixa) e Guilherme Heleno (Caixa)

Intermediado pela Caixa, o prefeito assinou ontem contrato de R$ 2.450.000 com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O dinheiro será aplicado em projetos altamente inovadores para a Administração Municipal.

Todo o dinheiro será investido em melhorias que se refletirão diretamente na redução dos custos administrativos e maior qualidade e economia de tempo para o cidadão. Os investimentos receberão três focos principais: a) Levantamento georreferenciado do município; b) ampliação e melhoria da área de atendimento ao público; c) especialização do servidor no atendimento ao contribuinte.

Georreferenciamento – Permitirá a formulação de políticas públicas; zoneamento para fins de saúde e educação; controle de evolução de focos de doença como dengue e chikungunya; acompanhamento de lotes abandonados; melhorias nas rotas de coleta de lixo e transporte urbano; apoio ao Corpo de Bombeiros, à Polícia e à Defesa Civil. Além disto, fornecerá uma base cartográfica e referências de nível para arquitetos, engenheiros e prestadoras de serviços como água e esgoto, energia elétrica, telefonia.

Ampliação e melhoria no atendimento ao público – As salas de atendimento ao público serão reformadas e melhoradas com cadeiras, banheiros para o público, bebedouros. Os computadores serão mais rápidos e o atendimento acelerado.

Especialização dos servidores – Os servidores do setor de cadastro farão cursos que lhes permitirão entender e aplicar o potencial do georreferenciamento para ajudar o cidadão e o contribuinte a verem suas necessidades mais rapidamente atendidas.

O Contrato – O contrato faz parte do Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM III), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O acordo foi realizado junto ao BID por intermédio do Ministério da Fazenda e Caixa Econômica Federal. Em Minas Gerais, somente Belo Horizonte, Juiz de Fora e Uberaba haviam conseguido este tipo de contrato. Portanto, Bom Despacho é a quarta de Minas e a primeira do seu porte.

As condições financeiras do PNAFM são vantajosas: “A taxa de juros é a LIBOR, que segue padrão internacional e fica em torno de 3% ao ano. Muito mais vantajosa do que as taxas brasileiras, que podem chegar a cinco ou dez vezes mais do que isto. Além disto, são 4 anos de carência e 16 anos para amortização, o que é muito vantajoso para o erário municipal”, esclarece o economista Rogério Corgosinho.

“Os benefícios dessa operação serão colhidos pelas administrações futuras, não por esta. Isto mostra que o Prefeito tem visão de longo prazo e não cuida só de interesses imediatos”, afirma Fátima Rodrigues, secretária de Planejamento Orçamento e Gestão.

Prefeitura está elaborando o Plano de Mobilidade Urbana

Da direita à esquerda: Eduarda Barbosa (Obras), Lívia Gontijo (Obras), Rogério Corgosinho (Planejamento), José Cláudio (Obras e Trânsito), Cristina Junqueira (Trânsito) e Maria de Fátima (Planejamento).

Ontem (18), a Prefeitura realizou reunião sobre o Plano de Mobilidade Urbana de Bom Despacho. Durante a ação, as Secretarias de Obras, Planejamento e Trânsito apresentaram o que foi feito até o momento.

Entre as ações realizadas estão a descrição dos objetivos, diretrizes, visão de futuro e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A Prefeitura também fez pesquisa junto à população para saber a opinião do cidadão sobre a mobilidade em Bom Despacho. As informações coletadas serão utilizadas para a elaboração do Plano. A Prefeitura o apresentará em abril de 2019, respeitando a Medida Provisória 818/2018, que alterou a Lei 12.587/12 (Política Nacional de Mobilidade Urbana).

Prefeitura dá andamento a importantes projetos para melhorar a vida dos bom-despachenses

Da direita à esquerda: servidores Dagmar Caetano (Planejamento) e Alexandre Araújo (Obras), Antônio Felício, secretária de Planejamento Maria de Fátima e servidores Ana Paula e Rogério Corgosinho (Planejamento)

A Secretaria de Planejamento recebeu a visita do técnico da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Antônio Felício. Na ocasião o técnico verificou a situação dos convênios da Prefeitura com a fundação. Ao todo, a Administração Municipal tem quatro convênios, totalizando R$ 1,3 milhão em recursos investidos na coleta seletiva, melhorias sanitárias em domicílios e construção de cisternas.

Um dos convênios, no valor de R$ 290 mil, é para aquisição de dois caminhões, esteira elétrica e prensa hidráulica para a coleta seletiva. O segundo é de aproximadamente R$ 490 mil para construção de cisternas de captação da água da chuva em propriedades carentes da área rural. O terceiro será para construção de banheiros em casas carentes da cidade, no valor de R$ 400 mil. Em quarto, a aquisição de caminhão compactador de resíduos sólidos no valor de R$ 215 mil.

A Prefeitura foi uma das poucas cidades do  país a ter quatro convênios com a Funasa. Os dois caminhões e a prensa hidráulica do primeiro convênio já  chegaram. No segundo convênio, o projeto de engenharia está na parte final e a licitação deve ocorrer no primeiro semestre de 2019.

Prefeitura recebe R$ 290 mil para investir na coleta seletiva

Hoje (9), a Prefeitura recebeu recurso da Funasa para estimular a coleta seletiva em Bom Despacho. Com isso, a Prefeitura comprará dois caminhões, prensa hidráulica e esteira mecanizada.

No total, são R$ 290 mil sem nenhuma contrapartida do município. “Com o recurso, incrementaremos o projeto de coleta seletiva e preservação ambiental”, afirma Maria de Fátima, secretária de Planejamento.

Novamente, Bom Despacho sai na frente – O projeto da Prefeitura concorreu com projetos do país inteiro. Bom Despacho foi um dos poucos municípios de Minas Gerais contemplados.

Prefeitura apresenta planejamento para 2019

A secretária de Planejamento, Maria de Fátima Rodrigues, apresentou na Câmara Municipal a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2019. A ação deu mais transparência às ações da Administração Municipal e detalhou o planejamento da Prefeitura para o próximo ano.

“A LOA é um instrumento importante de planejamento. Ela especifica as receitas do município e faz o detalhamento das despesas dos órgãos e entidades da administração pública municipal para o ano seguinte”, destaca Maria de Fátima.

Prefeitura qualifica servidores sobre previdência e investimentos

Ação garantirá que eles auxiliem nos investimentos do BDPREV

Prefeitura qualificou servidores para auxiliarem na gerência dos recursos financeiros do BDPREV. A intenção é garantir a sustentabilidade financeira da aposentadoria dos servidores. Agora, os alunos realizarão a prova do CPA-10 que tornará eles aptos a trabalhar com investimentos para fazerem parte do Comitê de Investimentos do Instituto.

“Ao qualificar os servidores, tanto a Prefeitura como o BDPREV estarão mais preparados para enfrentar os desafios atuais do sistema previdenciário e aproveitar as melhores oportunidades de investimento”, afirma o assessor da Secretaria de Planejamento, Rogério Corgosinho.

Veja fotos da aula

Prefeitura modernizará Biblioteca Municipal

Projeto digitalizará ainda mais o espaço e os leitores terão muito mais conforto e agilidade para pesquisar

A Biblioteca Municipal é espaço de pesquisa e um dos primeiros contatos de crianças com os livros. Na foto, contação de histórias na Biblioteca Municipal.

A Prefeitura angariou recursos para implantar o Projeto Biblioteca Digital para Todos na Biblioteca Municipal. Com ele, os usuários terão um ambiente mais moderno com leitores de livros digitais (e‐readers), acervo de livros digitais, puffs, quadros, mais mesas.

O projeto das Secretarias de Cultura e Planejamento concorreu com 86 propostas do país inteiro. Ele ficou em décimo segundo lugar entre os 19 projetos aprovados e serão investidos R$ 125 mil na Biblioteca Digital.

Saiba mais – Em 2017, a biblioteca emprestou mais de 12 mil livros e os usuários fizeram 4.862 pesquisas. Com o projeto, estima-se aumentar o número de empréstimos e pesquisas em 30%, nos próximos 3 anos.

Hoje é dia de audiência pública sobre o orçamento para 2019

Hoje (9), 19h, a secretária de Planejamento, Maria de Fátima Rodrigues, apresentará na Câmara Municipal a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2019.

Toda a população está convidada.  A Câmara fica na Rua Marechal Floriano Peixoto, 40, Centro.

“A LOA é um instrumento importante de planejamento. Ela especifica as receitas do município e faz o detalhamento das despesas dos órgãos e entidades da administração pública municipal para o ano seguinte”, destaca Maria de Fátima.

Participe de audiência pública sobre o orçamento para 2019

Terça-feira (9), 19h, a secretária de Planejamento, Maria de Fátima Rodrigues, apresentará na Câmara Municipal a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2019.

Toda a população está convidada.  “A LOA é um instrumento importante de planejamento. Ela especifica as receitas do município e faz o detalhamento das despesas dos órgãos e entidades da administração pública municipal para o ano seguinte”, destaca Maria de Fátima.

Prefeitura revisa planejamento e anuncia investimentos na Saúde e Educação para 2019

Servidor Rogério Corgosinho, secretária de Planejamento Maria de Fátima Rodrigues e servidores Ana Paula Souza, Júlia Teixeira e Dagmar Caetano

A Prefeitura encaminhou a Revisão do Plano Plurianual (PPA) 2019 e a proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) à Câmara Municipal. A ação é importante para dar transparência às ações da Administração Municipal e adequar o planejamento para os próximos anos.

O orçamento fiscal e da seguridade social proposto para 2019 estima receita em R$ 144 milhões. Desse valor, 30,32% será destinado à Saúde. Para a Educação, será destinado 27%, valor superior ao definido pela Constituição Federal que é 25%.

Saiba mais

Prefeitura beneficiará agricultura familiar com mais de R$ 100 mil

As Secretarias de Planejamento e Agricultura concluíram projeto que beneficiará a agricultura familiar em Bom Despacho. Com ele, a Prefeitura investirá mais de R$ 100 mil para que agricultoras tenham equipamentos e veículo para produzir, transportar e comercializar sua produção.

As agricultoras terão seis motocultivadoras, seis encanteiradoras, caixas e um furgão. A disponibilização de motocultivador e encanteirador contribuirá com o aumento da produção. Já o veículo e as caixas permitirão que os produtos cheguem aos consumidores com a qualidade necessária. O projeto foi aprovado pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário.

Prefeitura define diretrizes para metas e prioridades da Administração em 2019

Sexta-feira (13), a Prefeitura publicou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019. Ela é muito importante para todos os bom-despachenses, pois define quais são as metas e prioridades da Administração para o ano seguinte.

“Além de ser um instrumento primordial para a boa gestão, a LDO permite que os cidadãos cobrem e saibam onde o dinheiro público será investido”, destaca a secretária de Planejamento, Maria de Fátima Rodrigues.

Veja a LDO 2019

Curso Elaboração de Projetos – Julho 2018

Famílias que vivem próximas ao Capivari receberão para preservar o rio

Se você possui propriedade rural às margens do rio, também pode participar

UGP do Rio Capivari

Ontem (10), a Unidade Gestora do Projeto de recuperação do Rio Capivari apresentou as cinco famílias ribeirinhas que já inscreveram-se no Programa Produtor de Água de Bom Despacho. Essas famílias ajudarão na preservação do rio e ainda receberão dinheiro para isso.

Participe – Se você possui propriedade rural às margens do Capivari, também pode participar. Basta encaminhar a documentação exigida no edital de credenciamento para a Secretaria de Meio Ambiente (Rua Maestro Coimbra, 28, Bairro Esplanada).

Próximo passo – Dia 27, haverá outra reunião para tratar da expansão do projeto, da inclusão de novas famílias e da captação de mais recursos junto à Agência Nacional de Águas.

Conheça o Projeto de Recuperação do Rio Capivari