Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Com 50% de crescimento em 5 anos, PIB de BD supera PIB brasileiro e bate inflação

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Com 50% de crescimento em 5 anos, PIB de BD supera PIB brasileiro e bate inflação

Impulsionado pelos investimentos da Administração Pública, entre 2012 e 2017 o PIB de Bom Despacho cresceu quase 50%. Com isto, ficou acima dos 36,7% do crescimento do PIB nacional e ganhou do IPCA que ficou em 38% no mesmo período.

Os investimentos da Administração Pública foram principalmente na construção de escolas e unidades básicas de saúde, e dispêndios com custeio com exames, cirurgias, médicos e professores. Houve também significativo investimento em infraestrutura, com melhoria de estradas, construção de pontes e pavimentação de ruas. No total, foram R$ 75 milhões a mais injetados na economia local.

Com investimentos de qualidade, a Administração Municipal não só contribuiu para o crescimento do PIB, mas também melhorou a qualidade de vida do cidadão. Mais importante ainda: com investimentos maciços na educação, garantiu um futuro melhor para nossas crianças e para nossa sociedade.

O que é o PIB

O Produto Interno Bruto (PIB) é a soma de todos os bens e serviços produzidos por um país, estado ou município. Medido a cada ano, ele indica se a situação econômica local vai bem ou mal. O PIB é composto pela produção dos setores da economia, entre eles a Administração Pública. Em valores absolutos, este setor investiu a mais em BD R$ 75 milhões entre 2012 e 2017.

“Isso foi um dos fatores preponderantes para que o PIB do Município alcançasse crescimento nominal de 49,2% em apenas cinco anos. Isto corresponde a um aumento 8,11% superior a inflação registrada no período. “Em termos absolutos representa uma expansão aproximada dos serviços públicos de R$ 15 milhões ao ano, ao longo de 5 anos. Este resultado é mais importante ainda quando se considera que foi obtido em meio a uma crise econômica nacional e enfrentando um calote de R$ 18 milhões que nos foi dado pelo último Governo de Minas. Sem estes fatores, os valores investidos na cidade seriam ainda maiores”, destaca o economista Rogério Corgosinho.

Administração austera e eficiente melhora a vida das famílias – o aumento dos valores investidos em BD só foi possível graças a uma Administração austera que contou com o apoio dos servidores, empresários, cidadãos. Sem desvio de dinheiro e com investimentos responsáveis, a Prefeitura manteve suas contas em dia e investiu nas quatro áreas que lhe são mais caras: educação, saúde, desenvolvimento social e infraestrutura. Tudo isto, sem descuidar da cultura e do esporte.

As equipes de saúde da família foram ampliadas de 8 para 15 e toda a população atualmente é atendida pela Estratégia de Saúde da Família. Foram eliminadas as filas de exames e consultas especializadas. Das 108 filas de cirurgia, 73 estão no zero absoluto. Ou seja, não há pacientes aguardando. Nas demais, o tempo médio de espera raramente passa de um mês. “Hoje, temos em média menos de uma pessoa por fila”, comemora a secretária de Saúde, Neide Braga.

Todas as escolas municipais foram reformadas, ampliadas e remobiliadas. Todas ganharam bibliotecas e o material pedagógico foi renovado. As escolas ganharam pátios, parquinhos, quadras cobertas. Os profissionais do magistério foram requalificados e todas as vagas disponíveis foram preenchidas por professores concursados. “Zeramos também a fila de espera por vagas em creches. A meta nacional prevê que até 2024, os municípios devem atender no mínimo 50% da demanda de crianças de 0 a 3 anos. Em BD esta meta já foi superada”, afirma a secretária de Educação, Ivy Lílian.

As famílias também ganharam mais cursos para se qualificarem e aumentarem suas rendas; aulas de karatê, zumba, ioga, tênis, futsal, danças, instrumentos musicais. A Administração também investiu muito em asfalto e iluminação de LED para deixar a cidade mais segura e bonita.

O crescimento do PIB é consequência do trabalho de empreendedores que não param e de uma Administração Municipal que cuida de fazer o essencial esticando o pouco dinheiro disponível.

Imprimir