Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Prefeito assina contrato histórico para Bom Despacho

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Da esquerda à direita: Wallace Campos (Inovação Tecnológica), Dagmar Caetano (Planejamento), Rogério Corgosinho (Planejamento), Daniela Rocha (Fazenda), Maria de Fátima Rodrigues (Planejamento), Prefeito Cabral, Rodrigo Gouvea (Caixa Econômica Federal), Cláudio Mendonça (Caixa) e Guilherme Heleno (Caixa)

Intermediado pela Caixa, o prefeito assinou ontem contrato de R$ 2.450.000 com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O dinheiro será aplicado em projetos altamente inovadores para a Administração Municipal.

Todo o dinheiro será investido em melhorias que se refletirão diretamente na redução dos custos administrativos e maior qualidade e economia de tempo para o cidadão. Os investimentos receberão três focos principais: a) Levantamento georreferenciado do município; b) ampliação e melhoria da área de atendimento ao público; c) especialização do servidor no atendimento ao contribuinte.

Georreferenciamento – Permitirá a formulação de políticas públicas; zoneamento para fins de saúde e educação; controle de evolução de focos de doença como dengue e chikungunya; acompanhamento de lotes abandonados; melhorias nas rotas de coleta de lixo e transporte urbano; apoio ao Corpo de Bombeiros, à Polícia e à Defesa Civil. Além disto, fornecerá uma base cartográfica e referências de nível para arquitetos, engenheiros e prestadoras de serviços como água e esgoto, energia elétrica, telefonia.

Ampliação e melhoria no atendimento ao público – As salas de atendimento ao público serão reformadas e melhoradas com cadeiras, banheiros para o público, bebedouros. Os computadores serão mais rápidos e o atendimento acelerado.

Especialização dos servidores – Os servidores do setor de cadastro farão cursos que lhes permitirão entender e aplicar o potencial do georreferenciamento para ajudar o cidadão e o contribuinte a verem suas necessidades mais rapidamente atendidas.

O Contrato – O contrato faz parte do Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM III), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O acordo foi realizado junto ao BID por intermédio do Ministério da Fazenda e Caixa Econômica Federal. Em Minas Gerais, somente Belo Horizonte, Juiz de Fora e Uberaba haviam conseguido este tipo de contrato. Portanto, Bom Despacho é a quarta de Minas e a primeira do seu porte.

As condições financeiras do PNAFM são vantajosas: “A taxa de juros é a LIBOR, que segue padrão internacional e fica em torno de 3% ao ano. Muito mais vantajosa do que as taxas brasileiras, que podem chegar a cinco ou dez vezes mais do que isto. Além disto, são 4 anos de carência e 16 anos para amortização, o que é muito vantajoso para o erário municipal”, esclarece o economista Rogério Corgosinho.

“Os benefícios dessa operação serão colhidos pelas administrações futuras, não por esta. Isto mostra que o Prefeito tem visão de longo prazo e não cuida só de interesses imediatos”, afirma Fátima Rodrigues, secretária de Planejamento Orçamento e Gestão.

Imprimir