Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Prefeitura e Defesa Civil trabalham para minimizar estragos causados pela chuva de ontem

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Prefeitura e Defesa Civil trabalham para minimizar estragos causados pela chuva de ontem

Ontem, em uma hora choveu 100 milímetros. Isto representa 1/3 da chuva esperada para todo o mês de dezembro, que a média histórica de 314 mm. A maior precipitação já registrada em Bom Despacho foi de 152,2 milímetros, mas num período de 24 horas. Com temporal destas proporções, os danos são inevitáveis. Felizmente, porém, não houve registro de nenhuma vítima humana.

A Rua Corinto, no Bairro Santa Marta, teve 500m de asfalto arrancados pela chuva.

Hoje, a Prefeitura colocou servidores e máquinas para resolver os problemas mais urgentes causados pelas chuvas. Os principais foram arrancamento de asfalto e queda de alguns muros. Ao mesmo tempo, a Secretaria de Obras e a Defesa Civil vistoriaram casas em busca de situações de perigo iminente.

Também estiveram nos locais mais atingidos, o Prefeito Fernando Cabral, acompanhado do Secretário de Obras, Juliano Barreto e pelo Chefe da Defesa Civil de Bom Despacho, Renato Gomides. Conforme constataram, os locais mais atingidos foram os bairros Jaraguá, Rosário, Santa Lúcia, Santa Lúcia II, Santa Marta e São Vicente.

“A chuva veio muito concentrada. No mês de dezembro é normal termos 10, 20 e até 30 milímetros de chuva por dia, mas ontem nós recebemos mais de 100 milímetros em uma hora. Chuvas assim causam estragos enormes. Por causa disto, desde ontem estamos acompanhando o excelente trabalho desenvolvido pela Polícia Militar, pelo Corpo de Bombeiros e pelos servidores da Defesa Civil. Felizmente, ninguém se machucou. Agora nos resta trabalhar muito e com rapidez para diminuir os impactos materiais. Por isto hoje cedinho nossas máquinas já foram para os locais mais atingidos”, destaca o Prefeito.

Obras já começaram – as obras já começaram no Santa Marta, onde a chuva arrancou 500 metros de asfalto da Rua Corinto. No mesmo bairro, um muro caiu e três casas foram alagadas. As máquinas e servidores da Prefeitura estão no local nivelando a rua para liberar o trânsito. Em seguida, assim que a chuva parar, será feita drenagem profunda e recuperação da via. Para recuperar os estragos a Prefeitura deverá investir cerca R$ 300 mil só nesta rua. A solução da drenagem no Jaraguá deverá custar outros R$ 100 mil.

No Jaraguá e no Santa Lúcia, a chuva entrou em duas casas e danificou móveis. Servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social já estão avaliando a situação para dar apoio às duas famílias. O único risco estrutural registrado foi na varanda de uma casa no bairro do Rosário.

Prevenção – ontem a principal causa dos danos foi o excesso de chuva concentrada. No entanto, eles poderiam ter sido evitados, em parte, com alguns cuidados simples: não jogar nenhum tipo de lixo nas ruas e também não colocar areia e brita no pavimento. Este material entope as bocas de lobo e as manilhas, o que impede a drenagem e agrava os problemas.

Imprimir