Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

PMAQ fez excelente avaliação das nossas Unidades Básicas de Saúde

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Por causa das boas notas, saúde receberá mais de R$ 1 milhão por ano para investir em mais serviços para o cidadão

As nossas Unidades Básicas de Saúde foram muito bem avaliadas dentro do Programa de Governo de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ). Unidades de todo o País foram vistoriadas. “As nossas foram classificadas como boas e muito boas”, comemora o Prefeito em Exercício, Dr. Bertolino da Costa Neto.

As notas altas vão propiciar ainda mais serviços para o cidadão. “As equipes das unidades se empenham muito para atender bem. Essa dedicação unida às inovações implementadas pela Administração trouxeram as boas notas. E as boas notas vão nos render mais de R$ 1 milhão por ano. Dinheiro que será investido em ainda mais serviços e melhorias para o cidadão”, destaca a secretária de Saúde, Neide Braga.

Os técnicos do PMAQ avaliaram tudo: infraestrutura, fluxo de atendimento, equipamentos, higiene e o principal, a satisfação dos cidadãos. Também levaram em consideração os serviços oferecidos espontaneamente. “São os grupos organizados em todas as unidades, que levam mais prevenção, orientação e qualidade de vida para as pessoas que lutam contra o tabagismo, alcoolismo, diabetes, hipertensão. Também tem atividades para idosos, gestantes, crianças”, diz a subsecretária de saúde, Joselene Pinto.

Hoje, a cidade tem mais unidades básicas, que oferecem mais serviços – Desde 2013, o número de UBS aumentou de 8 para 15. Isso fez com que Bom Despacho entrasse para o seleto grupo de municípios que cobrem 100% da população com a Atenção Básica de Saúde. Tem mais: pela primeira vez na história da cidade, a Prefeitura oferece atendimento odontológico em todas as unidades básicas. Nelas, o cidadão recebe limpeza, restaurações e outros procedimentos simples. Os casos complexos são encaminhados para o Centre de Especialidades Odontológicas (CEO).

Imprimir