Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Servidores de Bom Despacho receberam salário antecipadamente

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Servidores de Bom Despacho receberam salário antecipadamente

Apesar da crise financeira que assola os municípios, a Prefeitura de Bom Despacho tem mantido suas finanças em dia. Com isto, todos os fornecedores estão com pagamentos em dia. Muitas vezes, como aconteceu em outubro, os servidores recebem pagamento antecipado.

Embora o pagamento estivesse previsto para o dia 3 de novembro, a prefeitura de Bom Despacho antecipou os salários para o dia 31 de outubro. Estas antecipações têm acontecido com frequência. Mas não é só nos salários mensais. Em julho, por exemplo, a prefeitura antecipou também 50% do décimo terceiro salário de todos os servidores.

Segundo o Prefeito Fernando Cabral, “a antecipação de salários mostra que administração austera dá resultados. Enquanto muitos municípios e estados estão com salários atrasados e pagando de forma parcelada, Bom Despacho paga em dia. E não só salários. Nossos fornecedores também recebem em dia. Estes pagamentos feitos na data certa ajudam a economia da nossa cidade e dão tranquilidade ao servidor.”

Para o secretário de Administração, Denis Carvalho, além de ajudar o mercado local nestes tempos de dinheiro escasso, a antecipação valoriza o servidor. “Afinal” – destaca o secretário – “os bons resultados são fruto do trabalho dedicado de servidores honestos, criativos e produtivos. Sem eles este sucesso não seria possível.”

Crise que afeta todos os municípios – Desde 2013 a falta de dinheiro vem atingindo fortemente todos os municípios brasileiros. Má gestão e corrupção têm culpa nisto. No entanto, o principal motivo é que o Governo Federal fica com o dinheiro dos impostos e joga as despesas para as prefeituras. Em resultado, os municípios ficam impossibilitados de pagar suas obrigações. No caso dos salários, as vítimas mais recentes são os servidores de Divinópolis, a maior cidade da região. A partir de agora, eles receberão de forma escalonada (veja aqui). Mas a situação é tão grave, que segundo pesquisa da Associação Mineria de Municípios, 70% das prefeituras do estado estão sem condições de pagar o 13º de 2017 (veja aqui).

Imprimir