Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Copasa tenta eximir-se de responsabilidade pela falta d’água

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Empresas e pessoas maduras, responsáveis e honestas, quando erram, admitem o erro, perdem desculpa, se corrigem e avançam. Empresas e pessoas imaturas, irresponsáveis e desonestas fogem de suas responsabilidades e culpam bodes expiatórios. É o que a Copasa está tentando fazer em Bom Despacho: acobertar suas falhas culpando quem não tem culpa.

Desde o início da crise de falta d’água, a Copasa tenta afastar sua responsabilidade. Primeiro, culpou o clima. Disse que a estiagem era imprevisível e que o baixo nível do Rio Capivari não podia ser controlado por ela. Agora, em matéria publicitária fuinha e solerte, lança a culpa no Plano de Saneamento de Bom Despacho.

A explicação da Copasa é desonesta e mentirosa nas duas frentes. Primeiro, porque a estiagem era não só previsível, como foi prevista. Todos os interessados sabiam o que estava para acontecer. Segundo, porque o Plano de Saneamento de Bom Despacho, no que diz respeito ao fornecimento de água, trabalhou exclusivamente com informações da própria Copasa.

Ao não se preparar para a estiagem, a Copasa foi irresponsável. Ao não se dar conta dos erros de suas projeções para as necessidades futuras de água, a Copasa mostrou sua incompetência.

“A falta d’água não é culpa nem da estiagem nem do Plano de Saneamento; é culpa exclusiva da incompetência e do desinteresse da Copasa. Depois de cinco anos de conversas infrutíferas, quando ouço a empresa arranjar desculpas ocorre-me aquela frase antiga: ‘por fora, bela viola; por dentro, pão bolorento’. É isto que a Copasa está se mostrando: um pão bolorento”, disse o Prefeito Fernando Cabral ao ser perguntado sobre a desculpa da Copasa.

“Não deixaremos que a Copasa continue enganando o consumidor bom-despachense, estragando nossas ruas e deixando nossos problemas ficarem cada vez maiores”, completou o Prefeito.

Prefeitura se prepara para cuidar do abastecimento de água – Duas semanas atrás o Prefeito mandou para a Câmara um projeto de lei que cria a ESABOM (Empresa de Saneamento e Água de Bom Despacho). Aprovada a lei, esta empresa substituirá a Copasa. Até lá, a prefeitura vem tomando todas as medidas legais e administrativas ao seu alcance para obrigar a Copasa a agir com um mínimo de seriedade e respeito para com o cidadão bom-despachense.

Imprimir