Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Escolas de Bom Despacho melhoram nível de desempenho dos alunos

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Educação melhora índices em Bom Despacho

Educação melhora índices em Bom Despacho

Em busca de melhorias na educação, foram criados pelo governo programas de avaliação censitária que acompanham a proficiência dos alunos em algumas disciplinas, principalmente, na língua portuguesa e na matemática. Estes marcam a educação porque seus resultados têm mobilizado e despertado a atenção de os todos envolvidos no processo educacional: Ministério da Educação, Secretarias Estaduais e Municipais, Superintendências Regionais de Ensino, instituições de ensino, profissionais da educação e sociedade em geral.

Confira o restante da matéria a seguir:

Em nível nacional são avaliados: os alunos da alfabetização (2º ano) com a Provinha Brasil; alunos concluintes do ensino fundamental anos iniciais (5º ano) e finais (9º ano) com a Prova Brasil; os alunos do ensino médio com o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM; e os alunos dos cursos de graduação – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes.

Em nível estadual são avaliados os alunos do ensino fundamental concluintes do: Ciclo de Alfabetização (3º ano) com o Programa de Avaliação da Alfabetização – ProAlfa; Ciclo Complementar (5º ano), dos anos finais do ensino fundamental (9º ano) e o ensino médio (3º ano) com o Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica – PROEB.

As escolas da rede municipal trabalham com os resultados das avaliações censitárias externas desde 2006. Estas avaliações, embora muito criticadas, mostram uma realidade que vivenciamos na educação e vêm confirmar os diagnósticos internos das escolas. Eles mostram que temos ainda um grande desafio: há um número significativo de alunos com dificuldades de aprendizagem, que a escola precisa propiciar um desenvolvimento pleno e promover um amplo trabalho visto que não existem programas educacionais que preveem atendimento para alunos com este perfil. A Secretaria Municipal de Educação, na medida do possível, tem disponibilizado profissionais para atenderem os alunos defasados nas escolas em que eles são em maior número.

O trabalho desenvolvido nas escolas, o envolvimento de toda equipe docente e administrativa, o empenho de cada um para recuperar os alunos com defasagens (principalmente, o do professor, que não mede esforços para proporcionar uma aprendizagem significativa) trazem recompensas gratificantes como os resultados positivos das escolas nas avaliações do ProAlfa, PROEB e melhora do IDEB do município que era de 4,4 em 2007, passou para 5,9 em 2009. O IDEB, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, é calculado a partir dos dados da aprovação escolar do Censo Escolar e nas nossas escolas, a média de desempenho na Prova Brasil. Veja quadro de resultado e metas das escolas:

IDEB – Resultados e Metas

Escola Ideb Observado Metas Projetadas
2005 2007 2009 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
E.M. Dona Duca 4.4 3.6 5.4 4.5 4.8 5.2 5.5 5.7 6.0 6.2 6.5
E.M.  Flavio Cancado Filho 4.0 3.6 4.9 4.1 4.4 4.8 5.1 5.4 5.6 5.9 6.2
E.M.  Joao Dornas Filho 4.5 4.8 6.0 4.6 4.9 5.3 5.6 5.8 6.1 6.3 6.6
E.M. Cel Praxedes 4.5 5.6 6.7 4.6 4.9 5.3 5.6 5.8 6.1 6.3 6.6

Fonte: INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

No resultado do PROEB, em 2008,  23,61% dos alunos (68 alunos dos 288 avaliados) estavam no nível de desempenho recomendável. E em 2009 este percentual passou para 39,26% (126 alunos dos 321 avaliados). No baixo desempenho apresentávamos um percentual de 34,72% (100 alunos dos 288 avaliados) que baixou para 16,83% (54 alunos em 321 avaliados) – dados coletados no Centro de Referência Virtual do Professor da Secretaria de Estado de Educação.

Tais resultados vêm confirmar que estamos no caminho certo e o quanto nossas ações são importantes para a aprendizagem de nossos alunos. Estamos conseguindo aumentar o percentual de alunos no nível recomendável de aprendizagem e diminuir o percentual de alunos de baixo desempenho. Isto foi uma conquista alcançada dia a dia na sala de aula com observações, análises, tentativas, acertos e erros. Não é uma tarefa fácil tirar um aluno do nível baixo de aprendizagem e passá-lo para um nível melhor. É a dedicação e o engajamento de todos nas escolas que nos fazem acreditar que a educação é o caminho.

Parabéns a todos!

Lélia de Oliveira Costa

Coordenadora Pedagógica

do Ensino Fundamental da Rede Municipal

Parabéns a todas as escolas pelos bons resultados apresentados

nas avaliações externas e pelas melhorias no IDEB!

Vocês, profissionais da educação, são um orgulho para nós.

Vera Lúcia Cardoso Couto

Secretária Municipal de Educação

Imprimir