Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Lixão: uma herança maldita

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Lixão: em 12 anos a administração anterior não fez nada e situação virou um verdadeiro desastre

O ex-prefeito Haroldo Queiroz deixou muitas heranças malditas para o bom-despachense. Entre elas, as ruas esburacadas, as máquinas e veículos sucateados, as pontes quebradas, as estradas intransitáveis. Isso, sem falar numa dívida gigantesca.

Mas, entre todas, a que mais envergonha Bom Despacho é o lixão. Essa é uma verdadeira chaga que irrita e desanima todo bom-despachense.

Em 12 anos de governo, o ex-prefeito só fez aumentar o tamanho do desastre. Não apenas não fez nada, como não deixou na prefeitura nenhum estudo, projeto ou proposta para resolver o problema.

Na nova administração, a primeira ordem que o prefeito Fernando Cabral deu à Secretária do Meio Ambiente foi para que fizesse o projeto de manejo de resíduo sólido. Esse é o primeiro passo para que o problema do lixão seja resolvido de vez.

A ordem é essa: botar fim nessa herança maldita.

Imprimir