Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Pela 1ª vez na história, servidores receberam um projeto concreto para criação de um Plano de Carreira

Pela 1ª vez na história, servidores receberam um projeto concreto para criação de um Plano de Carreira

Servidor, aproveite esta oportunidade: é hora de dialogar com colegas de trabalho e propor sugestões que beneficiem toda a classe.

Dia 22 de fevereiro, para solucionar de vez um problema que se arrasta há anos, a Administração entregou a uma Comissão de Servidores e ao Sintram, um projeto concreto do Plano de Carreira. Isso nunca tinha sido feito. Desde então, servidores do Administrativo e da Saúde estão tendo a oportunidade de dialogar e sugerir mudanças no plano inicial. Posteriormente, os servidores do Magistério terão a mesma oportunidade.

“Estude o plano, converse com seus colegas e apresente sugestões à Comissão de Servidores. Aproveite esta oportunidade que a Prefeitura está dando! O Prefeito Doutor Bertolino está sendo muito corajoso em trazer este tema à tona. Não é fácil tratar de um assunto polêmico, que envolve carreiras tão desorganizadas. Nenhum outro prefeito teve esta disposição”, destacou o secretário de Administração, Wallace Campos.

Ainda não é o momento de debater o Plano de Carreira com Legislativo – agora é a hora dos servidores analisarem o plano e fazerem sugestões de ajustes. Para isso, fale com a Comissão de Servidores.

Somente depois desta etapa, quando o Plano de Carreira estiver completo e finalizado, a Prefeitura enviará o projeto para apreciação da Câmara. Nesta fase sim, os vereadores deverão fazer suas considerações.

Infelizmente este rito foi atropelado pelo Sintram, quando irresponsavelmente levou à Câmara um projeto da Prefeitura que está em fase de discussão. “Eles não têm esta prerrogativa. O sindicato deveria estar apoiando os servidores na elaboração das sugestões. Mas até agora, não nos apresentou nenhum pedido de ajuste. Para piorar, o Sintram está descumprindo acordos feitos com a Comissão de Servidores, o que está prejudicado e tumultuado o processo. Infelizmente, quem perde com isso é o servidor”, lamentou Campos.

O servidor Igor Oliveira concorda com Wallace. “Acredito que o Sintram tem se desvirtuado da sua finalidade, que é proteger os interesses dos servidores. O projeto ainda está em fase de elaboração por parte do Poder Executivo e a etapa agora talvez seja a mais importante desse processo: o dialogo com os servidores. Dialogar realmente foi uma iniciativa muito valiosa. No entanto, ao descumprir combinados com a Comissão e ensejar a participação do Legislativo em um momento nada apropriado, o Sintram está tumultuando os trabalhos e dificultando a tomada de decisões e a resolução de problemas. Espero, como servidor, que sua conduta seja mais cooperativa daqui para frente. Somente assim nos sentiremos realmente representados”, desabafou Igor.

Prefeitura licitou empresa experiente para elaborar projeto – para se chegar à primeira proposta, a Prefeitura abriu um processo licitatório. Felizmente, a empresa vencedora tem expertise na criação de planos de carreira e já atendeu órgãos e instituições grandes, como BNDES, Caixa Econômica Federal, Sebrae, Cemig, Infraero, Unimed, TRE-RJ.

Imprimir