Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Bom Despacho é polo de consórcio de aterro sanitário

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Prefeito Fernando Cabral entre os prefeitos da região

Objetivo é acabar com o Lixão e propiciar mais qualidade de vida à população

Ontem (31) o Prefeito Fernando Cabral enviou à Câmara projeto de lei que autoriza o município a se filiar ao consórcio que administrará os aterros sanitários do Polo Bom Despacho. Composto por 32 municípios, a vasta região vai de Morada Nova a Moema, e de Pará de Minas a Serra da Saudade.

O consórcio já obteve mais de R$ 7 milhões para os estudos de concepção, trabalhos de campo (como sondagem e topografia), elaboração de projeto básico, obtenção de licença ambiental e preparação de projetos de desenvolvimento social.

Para a etapa de execução dos aterros estão previstos gastos da ordem de R$ 45 milhões. O dinheiro virá dos ministérios das Cidades e do Meio Ambiente e Governo de Minas, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (SEDRU).

Saiba mais – Semana passada mais de 20 prefeitos se reuniram em Pitangui a fim de estabelecerem as diretrizes gerais do trabalho. O Prefeito Fernando Cabral tomou a dianteira e ontem (31/7) já encaminhou para a Câmara Municipal, o projeto de lei que autoriza o Município a entrar no consórcio.

“Resolver o problema do lixo não é fácil, pois exige trabalhos técnicos muito especializados e custa muito dinheiro. Mas estamos enfrentando o problema com energia, disposição e forte espírito de cooperação entre todos os municípios que compõem o Polo Bom Despacho”, disse o Prefeito Fernando Cabral.

Bom Despacho sai na frente – O Prefeito também ressaltou que Bom Despacho já está na frente da maioria dos 32 municípios que compõem o consórcio. Isto porque a Administração já tem em andamento um projeto de saneamento básico e também já iniciou o processo de formação de cooperativa de catadores para melhorar o aproveitamento do material reciclável.

Imprimir