Prefeitura Municipal de Bom Despacho

Atenção: as funções do site requerem que o Javascript esteja habilitado!
Ative-o e recarregue a página novamente.

Mutirão Contra a Dengue – vírus tipo IV ameaça Bom Despacho

Prefeitura Municipal de Bom Despacho

A Secretaria de Saúde alerta a população para a possibilidade de entrada do vírus tipo IV da Dengue em Bom Despacho. Para dar continuidade aos trabalhos no combate ao mosquito a prefeitura fará realizar dois mutirões de limpeza contra a dengue nos próximos dias 7 e 8 de outubro, de 7h às 16h em todo o município. Nestes dias coloque para fora de sua casa todo material que possa servir de criadouro para o mosquito transmissor da dengue. Caminhões da prefeitura estarão recolhendo o material. Serão também realizadas blitz educativas no dia 30/09, de 8h às 10h20, na rotatória em frente ao Posto Iporanga e de 10h30 às 11h30 na rotatória em frente ao Posto Norte Sul. Dia 7/10 as blitz acontecem novamente nos mesmos locais e horários. Saiba mais sobre a dengue lendo a notícia completa.

O avanço do vírus tipo 4 da dengue pelo Brasil é uma ameaça à saúde pública. Não pelo vírus em si, que não é mais nem menos perigoso que os tipos 1, 2 e 3, mas pela entrada em ação de mais uma variação do microorganismo, de acordo com médicos ouvidos pelo G1.

“Em termos de classificação, estamos falando do mesmo tipo de vírus, com quatro variações”, explica Marcelo Litvoc, infectologista do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. “Do ponto de vista clínico, são absolutamente iguais, vão gerar o mesmo quadro”, esclarece o médico.

A explicação do problema provocado pelo vírus 4 está no sistema imunológico do corpo humano. Quem já teve dengue causada por um tipo do vírus não registra um novo episódio da doença com o mesmo tipo. Ou seja, quem já teve dengue devido ao tipo 1 só pode ter novamente se ela for causada pelos tipos 2, 3 ou 4.

“Quanto mais vírus existirem, maior a probabilidade de haver uma infecção”, resume Caio Rosenthal, infectologista e consultor do programa Bem Estar, da TV Globo. Se houvesse só um tipo de vírus, ninguém poderia ter dengue duas vezes na vida.

A possibilidade da reincidência da doença é preocupante. Caso ocorra um segundo episódio da dengue, os sintomas se manifestam com mais severidade. “Existe certa sensibilização do sistema imunológico e ele dá uma resposta exacerbada”, afirma Litvoc.

Esta reação exagerada do sistema imunológico é um problema. Pode causar inflamações e, por isso, aumenta o risco de lesões nos vasos sanguíneos, o que levaria à dengue hemorrágica. Um terceiro episódio poderia ser ainda mais grave, e um quarto seria mais perigoso que o terceiro.

Imprimir